segunda-feira, abril 19, 2010

Os quatro piscas... dá sempre jeito !

Da minha experiência de oito meses a conduzir regularmente em Lisboa existe uma imagem que é quase ubíqua em qualquer rua movimentada da capital: um carro com os quatro piscas ligados estacionado em segunda fila. É impossível o dia ou a hora em que eu não veja um tuga a fazer (ab)uso deste recurso, que não consta em nenhuma versão do código da estrada até agora publicado. É daquelas coisas que o pessoal (ab)usa, tal como não parar à entrada das rotundas, que é a infracção mais vulgar e que já ninguém acha problema. Mas hoje pessoalmente para mim foi demais, porque foi ver quatro(!) carros estacionados do mesmo lado da rua na Calçada da Ajuda em fila, todinhos à frente um dos outros ? Teria sido coincidência !? Eu às vezes pergunto se o emigrante português, lá fora, num país estrangeiros onde nós estamos em boa quantidade, como o Luxemburgo ou a Suíça, também (ab)usamos do recurso aos quatro piscas para parar. Não sei não, se calhar aí é diferente. É preciso ter cuidado para não se trazer os maus hábitos do nosso país de origem. Em Roma sê romano, lá diz o ditado. Quando estás num país estrangeiros, és como convidado em casa dos outros, e deves seguir os modos de proceder da casa onde és convidado. Mas, e bem vistas como são as coisas, quem é quer saber disso !?
Eu a ver um carro com os quatro piscas parado em França ou na Alemanha, quase de certeza, que vou perceber o que ele diz...

2 Comentários:

Blogger Pedro disse...

Muitas vezes os 4 piscas na calçada da Ajuda são devidos ao excelente frango assado que é vendido para fora na churrasqueira do marquês :)

21 abril, 2010 19:00 
Blogger digfish disse...

Nesse caso, até compreendo, porque realmente os frangos deles são uma verdadeira delícia !

21 abril, 2010 19:05 

Enviar um comentário

<< Início